Quinta do Escudial (Dão) Vinhas Velhas 2007

Vinho, segundo consta, sem estágio em madeira. A ideia é reflectir a pureza da fruta e elevar a um patamar relevante o local de origem. Olhando para a zona, saltam à vista as imagens da fruta, da pedra, da terra, do vento, da neve, da caruma, do arbusto, da flor rasteira, da carqueja. Sem dúvida, um curioso leque de potenciais sensações olfactivas e gustativas, livres de cosméticos. Resta-nos, somente, meter a laborar as capacidades intrínsecas de cada enófilo e perceber, ou ver, se a ideia primaz foi cumprida ou não!

Franco no trato, descomplicado, sem maçar, sem atordoar-nos com sensações sobrecarregadas, cheias de adornos desnecessários. Alegre, fresco, nada pesado, saudavelmente livre e curiosamente perfumado. Olhando para a colheita anterior, dá ideia que sofreu afinações. Pareceu-me, grosso modo, bem conseguido, cumprindo os desideratos, e talhado para jogar com a comida.

Fonte: http://pingasnocopo.blogspot.pt/2011/01/quinta-do-escudial-dao-vinhas-velhas.html

Posted in